Festival

Como a tecnologia possibilita novas formas de produção artística e cultural?

Quais novas linguagens ou abordagens estéticas vêm surgindo a partir da tecnologia, que impactam as artes e a cultura em geral, em especial a música?

Estes são os focos centrais do M.AR.T.E. Festival, que pretende discutir as novas relações entre as artes, a cultura e a tecnologia. A primeira edição, que acontece de 19 a 23 de julho na cidade de Mariana/MG, terá como tema central a relação entre Música, Arte e Tecnologia.

A programação inclui mais de 20 atrações com curadoria artística de Barral Lima, Carolina Daves, Erick Krulikowski e Henrique Roscoe.

Por meio de oficinas, workshops, shows e performances, o festival pretende apresentar ao público espetáculos que mostrem as novas possibilidades de interação, onde todos esses elementos se cruzam, se interagem e se (trans)formam.

Com um line up bastante homogêneo, artistas como o produtor e performer de novas artes tecnológicas Henrique Roscoe (MG), o cantor e compositor João Bosco (RJ), o grupo de música latina La cumbia Negra (SP), o intérprete de canções brasileiras Felipe de Oliveira e o grupo de rock brasileiro Tianastácia, dentre muitos outros, farão parte da programação de espetáculos, que contará ainda com oficinas de Instagram, Youtube, coberturas colaborativas utilizando as redes sociais e direção artística para carreiras musicais.

Integra ainda a agenda do M.AR.T.E. o Canta Mariana – Festival da Canção de Mariana, que levará ao palco da cidade 20 músicas de compositores de todo o país, de vários estilos diferentes,  na quinta, sexta e premiará as melhores composições no sábado.

O Festival será focado em 2 eixos:

• Oficinas e workshops

• Shows e perfomances

 

1. Oficinas e workshops

 

As oficinas e workshops têm como foco principal a juventude de Mariana e região, possibilitando experiências formativas que mesclem arte, cultura e tecnologia. Realizados no espaço do SESI, as oficinas acontecerão de quarta a domingo, no período da manhã e da tarde. Fazem parte da programação oficinas e workshops na área da música como “Na Batida do Rap”, das artes plásticas como a “Arte em Grafite” e da comunicação e tecnologia como “Cobertura Audiviosual Colaborativa”, “Instragram” e “Youtube”.

 

2. Shows e performances

 

Os shows terão como foco principal a música de artistas locais e nacionais, que se revezarão nos palcos Praça Gomes Freire e Praça Minas Gerais, todos os dias à noite. Artistas de renome nacional, como João Bosco (RJ) e o grupo de música latina La Cumbia Negra (SP) dividirão o palco com artistas locais, como Tianastácia, Felipe de Oliveira, Falcatrua e Tania Azze, entre outros.

Além da programação com artistas, fará parte da programação de shows o Canta Mariana – Festival da Canção.

O M.AR.TE contará também com performances que misturam música, dança, recursos audiovisuais e tecnologia. Com curadoria do músico e artista digital Henrique Roscoe, as performances pretendem mostrar ao público inovações na área da cultura a partir da integração com a tecnologia.

 

rodape

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑